Novo Karatê Kid… Como já dizia o vilão Pessimista: "Isso num vai dar certo!!"

Atualmente, em quase todos os filmes que fui vai assistir no cinema, me deparei com o trailer do “novo Karate Kid”. Obviamente, como todo ser-humano que já sofreu overdoses de Karate Kid na Sessão da Tarde, achei péssimo, terrível, abominável… e por aí vai. Confesso que não sou grande fã da série, porém de tanto assistir Daniel Larusso descer porrada na academia rival e ver mestre Miyagi obrigando um adoslescente à realizar tarefas domésticas dizendo que era parte do treinamento, não me agradou nenhum pouco o estilo do novo filme, a seleção do elenco, e muito menos o enredo.

“Porra Daniel-Sam!.. Porra Jackie Chan!”

Com Jaden Smith no papel de Daniel-Sam, e Jackie Chan (“Já perdeu a graça à séculos!”) como o treinador-explorador Miyagi, nos resta aguardar e…. e nada, afinal ninguém é louco de gastar $$ pra assistir isso! Assista o trailler!

“É cilada Bino!”
Anúncios

O filme Super Mario Bros não era tão ruim… era uma M3#@$!!!

Sim, assisti Super Mario Bros novamente, e confesso que não foi por querer. Numa dessas trocas de canal, eis que me deparo com o filme do encanador bigodudo. Obviamente, após a primeira sensação de enjoô, decidi assistir o filme. Com uma boa vontade do tamanho de uma montanha, tentei prestar atenção nos pontos positivos do filme, afinal temos que levar em conta que o filme é de 1993, e até os dias atuais, pouquíssimas (ou nenhuma) adaptação de jogos, foi bem representada nas telonas.
Porém, os erros de Super Mario Bros são ridículos! Sempre reclamamos de como os games são retratados em filmes, às vezes mesmo não gostando, entendemos que algumas decisões visam tornar o filme mais acessível as pessoas que não conhecem tanto a história, tornando assim mais comercial.
Em Super Mario Bros nenhuma mudança feita na história original do herói, diga-se de passagem extremamente simples (“só não é mais simples que à de Sonic… Sim Bode, foi de propósito, afinal roubar bichichos não é lá a melhor maneira de se dominar o mundo, talvez devesse construir uns 500 Robôs com nomes estranhos – Dr. Willy FAIL!!!”), foi feita pra tornar o filme mais comercial ou ao menos, mais realista. Pra resumir, esses são alguns dos MUITOS erros existentes em torno de Super Mario Bros.

O filme começa errado pela divulgação, em vez de letras coloridas no titulo, decidiram fazer algo meio metálico, e o resultado… você sabe!

Um bigode no Luigi ia ser um pouco mais original, era só esperar algumas semanas pra deixar crescer ou usar um falso… porém acharam melhor não!

Dennis Hopper no papel de Koopa não seria tão ruim, se fosse um lagarto… e não tão… Kiss!

O ator que interpreta Yoshi está fantástico, porém em Jurassic park ele está melhor! Porra Yoshi!

Se você achava díficil zerar Super Mario, é porque não utilizou as armas do filme… Sim Armas!! (“Hehehe adaptação da Bazooka do Super Nintendo”).

Os Goombas…. bem… talvez quisessem….. ééé….. FUUUUUUUUUUU!!!

E aí, Qual seu momento predileto em super Mario Bros?? E se tem alguém que goste do filme… SE MANIFESTE! Você pode ser um espécime único!!

Que tipo de gamer você é? Parte 02

Posted On Março 29, 2010

Filed under Nostalgia

Comments Dropped one response

Atendendo aos pedidos, revivendo uma serie abandonada do Snake in the Box!

Confira a parte 01 aqui!

FPS Gamer

Gamers FPS são aqueles viciados em jogos de primeira pessoa (FPS vem de First Person Shooter). Geralmente voltados aos jogos de partidas entre times contra outros jogadores ou bots (Personagens controlados por computador) e em alguns casos, em campanhas.

Otaku Gamer

São gamers fissurados por jogos baseados em animes ou mangas. Fãs de jogos com personagens olhudos com cabelos bizarros. Alguns chegam a preferir as versões japonesas dos jogos que as americanas.

Next Gen Gamer

Gamers viciados em tudo que é novo. Alguns gastam fortunas para ter todas as series mais recentes e os consoles mais novos. Acompanham a maioria dos lançamentos das E3s.

MMO Gamer

MMO Gamers são aqueles fãs de jogos on-line. Existem duas categorias em que podem se encaixar por preferência:

PvE: Player vs Enviroment – São jogos nos quais Você joga contra inimigos controlados por computador para chegar a um objetivo.

PvP: Player vs Player – São jogos nos quais o seu objetivo é derrotar um personagem controlado por outro jogador.


Continua na Parte 03!

Queen and Muppets!

Posted On Março 10, 2010

Filed under Nostalgia

Comments Dropped leave a response

Quem lembra dos Muppets? Pelo menos dos Muppet Babies! Um grande canal do youtube é o Muppetstudio. Ele inclui vários videos divertidos feitos pela turma dos Muppets.

Aqui vai um para quem lembra de Queen!

Siga o Muppetstudio em @MuppetsStudio

Mario Paint: Photoshop que se cuide!!

Posted On Dezembro 19, 2009

Filed under Baú de Games, Nostalgia

Comments Dropped leave a response

Aproveitando a série “Já Foi Feito!” e o post do Borabora Cambeque sobre plágios, que tal conhecer de onde foi originado o Paint do Windows??? Brincadeira! Mas em 1992 foi lançado Mario Paint, o jogo que é basicamente o Microsoft Paint do encanador bigodudo. Apesar de um tanto “inútil”, me recordo de ter ficado nas nuvens quando ganhei meu jogo, pois além da fita de Snes, o kit Mario Paint ainda vinha numa a caixa contendo um livrinho de instruções, um mousepad de plástico cinza e um mouse da nintendo (“Que sem dúvida poderia ser lançado como mouse normal“).

O jogo já começa com interatividade à mil, na tela inicial é possível brincar com todas as letras do título MARIO PAINT, sendo que cada letra gera uma ação, como por exemplo o M, que diminui o tamanho de Mario, o A que chama o Yoshi para a tela, e o I que deixa toda tela balançando assim como a música. E pra terminar, pra iniciar o jogo é preciso clicar em Mario que não para um momento de se mexer na tela, saltando, abaixando, indo e voltando.

Daí então é basicamente tudo o Paint. Você pode desenhar com canetas, sprays, usar carimbos, mudar cores, ou seja, libere seu lado artista e desenhe algo de uma vez!! Vale ressaltar que até apagar o texto é de forma animada, tendo vários efeitos quando se deseja limpar a tela, desde um foguete, até explosões, tornam a tela branca novamente.

Virando o menu, aí aparecem as “evoluções” que o microsoft paint não acompanha. É possível desenhar estampas, criar animações (“Nunca entendi, e até hoje não consigo fazer uma decente”), assim como textos e até mesmo jogar um mini-game conhecido como Gnat Attack, onde o objetivo é matar moscas para avançar de fase (“É tão viciante que até meu avô ficava horas assistindo a criançada jogar!!”).

Porém a maior inovação que o jogo trouxe, que até hoje é utilizado, é o compositor de músicas do Mario Paint. Em uma escala é possível “colar” notas que são representadas por uma figura, como o rosto de Mario, um porco, um avião, e criar então composições próprias. Ficou famoso na net os programas que simulam essa criação de Mario Paint, várias músicas famosas foram transformadas de acordo com o jogo.

Mario Paint é aquele jogo que levanta discussão, uns acham totalmente idiota, porém quem teve a oportunidade de ter o jogo, com certeza lembra com muita alegria as tardes perdidas se divertindo em seu “primeiro pc” e criando verdadeiras obras de arte.

Nostalgia: O Abominável Homem-das-neves de SkiFree

Posted On Dezembro 3, 2009

Filed under Nostalgia

Comments Dropped leave a response

Essa é uma das dúvidas que assolam a humanidade… Será que é real a existência do Abominável Homem-das-neves?? Pra muitos isso é um mito, para outros é coisa de quem tomou uns gorós e subiu uma montanha congelada. A quem diga que o verdadeiro homem das neves (ou Yeti) é simplesmente o Seu Madruga zoando uns turistas desavisados.

A verdade é que nos anos 90, essa criatura existiu sim… e era aterrorizante. Quem não se lembra do famoso joguinho viciante da infância, SkiFree?? Jogo simples onde o jogador controla um ski descendo a montanha, através do mouse. Um dos primórdios da série Tony Hawk, já era possível realizar manobras somente com poucos cliques.

No alto da diversão, eis que surge essa criatura cinza do canto da tela, e numa velocidade incrível engole o personagem. Esse fato tão inusitado tornou-se tão famoso que, o Yeti se tornou mais famoso que o jogo em si. Porém o joguinho também é uma “obra-prima” considerando os padrões da época.
Ainda hoje é possível jogar e saber mais sobre SkiFree, há um site oficial do jogo que disponibiliza o download e várias outras informações. Se você está de bobeira na net, sem ter nada pra fazer, taí um passatempo. É possível encontrar vídeos onde se consegue escapar do monstro, porém um tanto duvidoso. Se por acaso você sabe escapar do Yeti… por favor nos ensine ou nos mande um vídeo!!!! Pois dois mouses já foram quebrados aqui na redação.

Site Oficial do SkiFree

Download SkiFree

E você achava que sua infância era perturbada…

Posted On Agosto 3, 2009

Filed under Nostalgia

Comments Dropped leave a response

Você fala mal do Sergio Malandro, diz que a Xuxa faz musica do Demo, que a Eliana é a única apresentadora que não saiu na Playboy e que a Vovó Mafalda te dava pesadelos. Podia ser bem pior… Dê uma olhada como são alguns programas infantis lá fora:

Gostou? Roubei do Haznos

OBS: Pedimos desculpas pelo atraso nos Posts. Estamos passando por algumas dificuldades. Mas em breve virão vários Posts fresquinhos!

Nostalgia: "Onde está o Wally?"

Posted On Julho 1, 2009

Filed under Nostalgia

Comments Dropped leave a response

Muitas pessoas tem a lembrança de pegar o jornal O Globo de domingo, e logo correr para o caderno “Globinho”. Após leitura das tirinhas do Hagar (Fo… demais!), Recruta Zero e do Calvin (Ótima!), chegava o grande momento: “Onde está o Wally?”. Conhecido pelo mundo todo como Waldo, e aqui no Brasil como o Wally, esse carinha de óculos, bengala, camisa e gorro listrado da cor vermelho e branco, se tornou sucesso mundial nos anos 90. O mundo se rendeu a “Waldo-mania”, tudo sobre o personagem fazia sucesso, livros, jogos, brinquedos, programas de tv.

O desenhista britânico, Martin Handford, quando convidado para criar um livro com seus desenhos, teve a brilhante idéia de criar imagens com vários acontecimentos ao mesmo tempo num único desenho, e para se ter uma ligação com cada imagem que desenhava, colocou Wally nessa história. Aconteceu que o personagem se tornou mais chamativo do que as imagens “carregadas” de acontecimentos. Logo, o desafio de achar o Wally estava lançado!!

Outros personagens da série se tornaram conhecido, principalmente com o desenho animado. A namorada de Wally, Wenda (À que supostamente tira as fotos), seu cachorro Woof, o mago Whitebeard (seria o “Barba Branca”), dentre outros. Seu desenho animado teve 13 episódios, e se tornou sucesso mundial, assim como seus livros e revistas.


Vários games com seu nome foram lançados, a maioria com o nome “The Great Waldo Search” para várias plataformas, Nintendinho, Mega Drive e Super Nintendo. Porém definitivamente, não foi algo positivo! Para esse ano está programado o lançamento de um novo jogo do personagem para Nintendo Wii, Nintendo Ds e iphone, como o nome Where’s Waldo?:The Fantastic Journey. Porém, não deve ser algo animador.

E pra terminar, só resta uma pergunta…. ONDE ESTÁ O WALLY??

(clique na imagem para ampliar)

Que tipo de gamer você é? Parte 01

Posted On Junho 25, 2009

Filed under Nostalgia

Comments Dropped leave a response

Independente de quem for, qualquer um gosta de jogar um jogo de vez em quando. Seja um vídeo game, adedanha, jogo de tabuleiro, todos podem ser considerados gamers. Mas qual tipo de gamer você é? Lembre-se que você pode ter vários períodos no qual você é um tipo de gamer diferente, então tente não se generalizar!

Aqui vai a primeira parte do “Que tipo de Gamer você é?”:

Gamer Casual (Casual Gamer)

Gamers casuais geralmente procuram jogos de fácil jogabilidade, no qual você não precisa se envolver muito nos jogos. Esse tipo de gamer não é aquele que passa muito tempo jogando. Procuram jogos mais simples para passar o tempo e possuem (quando possuem) consoles simples ou portáteis.


Gamer Hardcore (Hardcore Gamer)

Gamers Hardcore são aqueles que passam horas em frente a uma tela jogando um jogo. Buscam jogos no qual você deve se envolver mais, prestar mais atenção na historia, etc. Muitos desses jogadores jogam na dificuldade Normal para cima (Muitas vezes começam um jogo no Hard). Estes procuram ter os consoles e/ou jogos de ultima geração e procuram explorar o máximo do jogo.


Gamer Retro (Retro Gamer)
Gamers Retro preferem jogos mais antigos, mais primitivos. Qualquer coisa de cartucho para eles já é uma jóia. Estes são ratos de camelô ou de brechós, sempre procurando um jogo antigo para sua coleção. Para alguns, quanto mais antigo melhor.


Gamer de tabuleiro (Cardboard Gamer)
São aqueles que adoram um jogo de tabuleiro entre amigos. Diferente dos que jogam jogos de simulação como RPGs, este tipo de gamer gosta de jogos com muitas pessoas, que testam o conhecimento ou até mesmo sorte. Muitos desses tem uma coleção de jogos de tabuleiro em casa para ocasiões especiais.



Continua na parte 2!

Popeye e o Domínio Público

Posted On Maio 31, 2009

Filed under Nostalgia

Comments Dropped leave a response


Nesse ano, o nosso saudoso marinheiro Popeye, depois de 70 anos de carreira, finalmente é de Domínio Público. Isso significa que qualquer um pode fazer qualquer propaganda usando a imagem do malandro sem ter que pagar direitos autorais.

Bom, quem era fã do Popeye e adorava aquelas cenas inesquecíveis de lutas a lá Jackie Chan que o herói tinha com seu “amigo” Brutus, agora vê mais uma vez a decadência da carreira do personagem, na qual ele tem que apelar para métodos “alternativos” para pagar a conta de luz.

O grande Brutus apelou para a venda de produtos naturais:


Enquanto o marinheiro resolveu lutar contra vilões e salvar o mundo das múmias terroristas!

É Popeye… A solução é vender esfirra mesmo!

Página seguinte »